fbpx

Quais são os principais equipamentos para clínica de fisioterapia?

Como utilizar a mobilização neural?
21 de outubro de 2020
Gestão: você mantém os dados dos pacientes atualizados?
20 de novembro de 2020

Para o profissional que deseja investir no seu próprio negócio, na hora de montá-lo é preciso observar quais são os principais equipamentos para clínica de fisioterapia. 

Depois da formatura vem a oportunidade do trabalho e uma das formas mais viáveis para o sucesso é empreender dentro de uma área específica.

Acredite, você não conseguirá se tornar referência em todas as áreas que a Fisioterapia atua. Você precisa definir um nicho que envolve o seu talento, tenha uma demanda/carência na sua cidade ou região e que tenha um mercado de expansão. Você precisa criar um oceano azul.

A obtenção do registro no CREFITO, Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, deve ser uma das prioridades para abrir sua clínica ou consultório. Portanto cumpra com a lei.

Dessa forma, o mercado disponibiliza várias ferramentas para o trabalho, e elas devem estar na sua lista de prioridades para iniciar o seu negócio corretamente e atender seu público com conforto, segurança e eficácia, mas para isso é importante definir a sua área de atuação específica antes de comprar qualquer equipamento.

Eu garanto a você que se você atirar para todas as direções, você irá atirar no seu pé.

Continue a leitura e confira!

 

Principais equipamentos para clínica de fisioterapia

As clínicas que se especializam em atender a área neurológica deverão ter instrumentos diferentes de profissionais que optem pela área de terapia manual, por exemplo. Definir um mercado específico vai fazer você economizar dinheiro.

Dentro da nossa expertise em terapia manual, que é a área que conhecemos, que somos referência e vivenciamos na prática clínica, atendendo mais de 30.000 pacientes, você precisará de poucos instrumentos e equipamentos.

 

Maca portátil / fixa / elétrica: 

Ela é indispensável para fazer a avaliação e o atendimento, bem como para aplicação das técnicas. De acordo com sua condição financeira avalie quais “encaixam no seu bolso”. Logicamente as macas elétricas são mais confortáveis para o fisioterapeuta pois possibilita sua regulagem na altura, porém todas as outras macas, sejam fixas ou portáteis cumprem o mesmo papel e têm a mesma função.

 

Equipamentos de corrente elétrica: 

Se você ainda está começando dentro da terapia manual é normal você ainda não ter o que chamamos de manualidade ou sensibilidade na sua prática clínica, portanto em alguns casos é interessante você ter algum equipamento que traga analgesia através das correntes.

Sua aplicação é vasta nos tratamentos de pós-operatório, artrose, bursite, disfunções da articulação temporomandibular entre outros problemas que seu paciente pode apresentar.

As correntes podem te auxiliar em alguns casos, mas PRESTE BEM ATENÇÃO: Saiba como, quando, onde e, em quais casos aplicar. Não repita o que a grande maioria dos colegas fazem no mercado.

A medida que você ganha maior experiência dentro da terapia manual, atende um maior número de pacientes, se capacita em cursos ou especializações, os equipamentos de corrente se tornam supérfluos.

Lembre sempre que o melhor equipamento que você tem é o uso do seu raciocínio clínico e o poder das suas mãos, essa é a essência da fisioterapia.

 

Equipamentos para execução de exercícios:

Aqui é interessante você ter alguns materiais que te auxiliem na execução e variações de movimento, cargas e para que o seu paciente não fique repetindo sempre as mesmas coisas. O que utilizamos em nossa prática clínica são faixas elásticas com resistências variadas, halteres e caneleiras, bola suíça e um colchonete para execução de exercícios específicos.

É preciso ter conhecimento e criatividade nesta área, pois você apenas com elásticos pode ter uma academia dentro do seu espaço.

 

Equipamentos caros e tecnológicos:

Isso não se faz necessário. Tome cuidado com modismos, equipamentos que são uma verdadeira fortuna, mas que não te trazem nada de diferente como por exemplo: macas ultra modernas, equipamentos de eletro ou fototerapia que tem o mesmo efeito que um exercício bem executado. 

Se você tiver em uma situação financeira adequada, logicamente que você pode adquirir alguns outros equipamentos como um “plus” no tratamento ou na avaliação dos seus pacientes, mas verdadeiramente seu paciente não procura você porque você tem um equipamento de última geração. Os pacientes te procuram pelos resultados que você entrega. 

Acreditamos em uma frase do filósofo Mário Sérgio Cortela e repassamos isso para nossos alunos nas formações aqui no Brasil, América do Sul e Europa que diz o seguinte: “Faça o melhor, dentro das condições que você tem. Para quando tiver condições melhores, fazer melhor ainda”.

Em 16 anos de profissão eu já vi inúmeros profissionais com apenas uma maca ter infinitamente mais resultados clínicos e financeiros do que um profissional que tinha uma ultra, mega clínica com diversos equipamentos e que não sabia nem o que fazer com toda aquela “parafernalha”.

Por isso, planeje, consulte os melhores preços, tenha um nicho definido, e verifique a qualidade e aplicabilidade do produto antes de investir.

Depois dessas dicas, espero que tenha ficado mais fácil de entender quais os principais equipamentos na área da fisioterapia. Se precisar de um apoio, o Grupo Inn Corpore tem a solução para ajudar na criação de um empreendimento de sucesso através dos nossos programas de capacitação!

X