fbpx

Você sabe como precificar o atendimento?

diferença entre dry needling e acupuntura
Qual a diferença entre dry needling e acupuntura?
11 de setembro de 2020
O que é o método McKenzie?
25 de setembro de 2020

Depois de tanto estudar e aprender as técnicas para desenvolver com qualidade as suas funções, chega o momento em que é preciso precificar o atendimento.

Muitas vezes o fisioterapeuta não está pronto para isso, mas terá que apresentar e valorizar a sua profissão, pois precisa ter o retorno sobre o esforço despendido e o mercado exige valores para poder contratá-lo.

Chegar a um valor adequado, que cubra todos os custos e permita uma vida digna e confortável, é uma tarefa que exige cálculos e análise.

Por outro lado, a competitividade está aí e você ou sua clínica precisa se enquadrar à realidade do mercado. 

Neste post apresentamos como precificar o atendimento. Continue lendo e saiba como chegar aos valores corretos para sua valorização profissional!

 

O primeiro passo para precificar o atendimento

Para precificar o atendimento, você deve, em primeiro lugar, consultar o órgão que apresenta sugestões de valores, que tem por objetivo evitar discrepâncias e mostrar ao fisioterapeuta a média praticada pelo mercado.

Nesse caso, consulte o COFFITO – Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – e utilize esses valores como base para a sua precificação.

No entanto, esses valores servem como base, uma vez que cada mercado e região possui a sua realidade. Sendo assim, não basta apenas utilizar o número sugerido, pois a resposta dos clientes pode ser negativa.

 

Avaliação da concorrência

Tendo em mãos os valores sugeridos pelo COFFITO, faça uma pesquisa de como a concorrência está agindo com relação aos preços no seu mercado de trabalho.

É importante, também, uma avaliação do seu público, ou seja, você estará alugando uma sala em um bairro sofisticado da cidade ou busca por alguma região onde a demanda é grande e a oferta é baixa?

Portanto, a pesquisa da concorrência deve considerar esses detalhes.

 

Levantando os custos da operação

O levantamento dos custos é imprescindível para o sucesso da operação e o estabelecimento dos preços.

Então, coloque na planilha quais os custos envolvidos no seu projeto, tais como:

  • aluguel de sala,
  • salário(s) do(s) funcionário(s),
  • energia, água, telefone,
  • taxas e impostos,
  • materiais e insumos,
  • manutenção do ambiente,
  • seu pró-labore.

Levantando todos os custos necessários para a manutenção do seu negócio, você consegue levantar o número de clientes necessários e o quanto irá cobrar de cada um para poder ter lucratividade na operação.

Não esqueça que todo o começo é complicado, uma vez que você terá que conquistar a clientela, portanto, esteja preparado para alguns meses de receitas baixas e altas despesas com a implantação do seu ambiente.

 

Seja cauteloso e tenha uma reserva financeira

Não aposte todas as fichas em um modelo que você imagina ser o melhor, pois é muito comum a operação iniciar tendo um objetivo e o mercado levar o negócio para uma situação não avaliada, mas compensadora.

Portanto, seja cauteloso e avalie criteriosamente o seu público e as necessidades existentes, crie um planejamento estratégico detalhando os objetivos da sua empresa.

Não esqueça de fazer uma reserva financeira, caso os primeiros meses não correspondam às suas perspectivas.

Precificar o atendimento dependerá muito das suas escolhas, por isso faça um planejamento pensando no futuro e construa a caminhada com sensatez e cuidado.

A partir dessas respostas, você inicia a construção da sua carreira, considerando que o próprio caminho e o mercado lhe apresentarão situações que você nem sequer desconfia.

Contudo, uma excelente opção é buscar por alternativas que o ajudem a fazer a gestão do seu negócio e a precificar o atendimento. Contate o Grupo Inn Corpore e conheça as soluções em treinamento e consultoria desenvolvidas para apoiá-lo nesse momento de dúvidas e incertezas.

X